Skip to main content

Engenharia de Produção

Período noturno – 40 vagas
 
 

O curso de Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de Lorena (EEL) da USP (EEL-USP) teve início em 2012. Ele é oferecido no período noturno e tem duração de 10 semestres. Anualmente, são oferecidas 40 vagas, distribuídas entre a FUVEST e o SISU.

O curso visa formar Engenheiros de Classe Mundial, que estejam aptos para liderar processos de gestão ou técnicos nas melhores empresas do mundo, bem como empreender em startups que venham a ser criadas.

O perfil é o de um profissional de Engenharia que seja generalista, com sólida formação científica e profissional, que o capacite a identificar, formular e solucionar problemas ligados às atividades de projeto, operação e gerenciamento do trabalho e de sistemas de produção de bens e/ou serviços, considerando seus aspectos humanos, econômicos, sociais e ambientais, com visão ética e humanista em atendimento às demandas da sociedade. Complementarmente, esse profissional deve ser criativo e flexível, ter espírito crítico, iniciativa, capacidade de julgamento e tomada de decisão, ser apto a liderar e atuar em equipes multidisciplinares, ter habilidade em comunicação oral e escrita e saber valorizar a formação continuada.

Atuação profissional 
 
A Engenharia de Produção atua no projeto, modelagem, implantação, operação, manutenção e melhoria de sistemas produtivos integrados de bens e serviços, envolvendo homens, recursos financeiros e materiais, tecnologia, informação e energia. Compete ainda especificar, prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemas para a sociedade e o meio ambiente, recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da engenharia. 
A Engenharia de Produção, ao voltar a sua ênfase para características de produtos (bens e/ou serviços) e de sistemas produtivos, vincula-se fortemente com as idéias de projetar e viabilizar produtos e sistemas produtivos, planejar a produção, produzir e distribuir produtos que a sociedade valoriza. Essas atividades, tratadas em profundidade e de forma integrada pela Engenharia de Produção, são fundamentais para a elevação da qualidade de vida e da competitividade do País. 
O Engenheiro de Produção pode atuar nas mais diversas organizações produtivas, tais como as industrias automobilísticas, químicas, elétricas, dentre outras, bem como em sistemas produtivos de empresas de serviços e terceiro setor. As atividades mais relevantes desempenhadas por um Engenheiro de Produção são:
Implantação e desenvolvimento de sistemas de garantia da qualidade, como os Sistemas ISO 9000,  com foco permanente na melhoria da qualidade de produto e o cliente.
Organização e planejamento do fluxo de produção, redução de estoques, otimização e racionalização de processos produtivos.
Gestão de projetos e da inovação..
Organização do trabalho em sistemas complexos
Elaboração de projeto de novas fábricas ou novos processos produtivos.
 
 
Diferencial do Curso de Engenharia de Produção da EEL

 

Método de Ensino e Aprendizagem

A formação dos alunos é fortemente baseada na solução de problemas reais encontrados em empresas na região do Vale do Paraíba, desde o primeiro semestre e ao longo de toda a grade do curso. Muitas são as disciplinas do curso baseadas em Metodologias de Ensino e Aprendizagem Ativas, com o destaque para o PBL (Project/Problem-Based Leaning, ou seja, aprendizagem baseada em projetos/problemas). Esse é o diferencial do curso de Engenharia de Produção da EEL.

O Projeto Pedagógico do Curso tem como base filosófica os quatro pilares da Educação, propostos pela UNESCO após o Congresso Mundial de Educação em Paris, 1998. Estes quatro pilares têm como objetivo transformar estudantes em profissionais preparados para viver e trabalhar em sociedade.

Aulas no período Noturno

Uma grande vantagem do curso ser oferecido no período noturno é que o aluno pode desenvolver muitas atividades que são complementares à formação de um engenheiro nos tempos atuais, tais como:

  • projetos de iniciação científica;
  • participação com apresentação de trabalho em Congressos da área, sejam nacionais ou internacionais;
  • participação em entidades estudantis (Centro Acadêmico, Empresa Júnior, Projetos Sociais, etc.); e,
  • realização de visitas técnicas, dentre outras.

Outra vantagem do curso ser noturno é que o aluno pode trabalhar e realizar estágio integral durante os últimos 2 anos de curso. 

A região do Vale do Paraíba, onde está localizada a Escola de Engenharia de Lorena, é altamente industrializada. Com isso, não tem faltado vagas de estágio para os alunos do curso, na região e fora dela.  Os alunos da EEL realizam estágio em inúmeras empresas nacionais e multinacionais de médio e grande porte do Brasil.